Modelos mentais que nos aprisionam no passado

Você deve se perguntar e, evidentemente há inúmeras teses que defendem e respondem sobre muitos dos motivos existentes para cada um de nós sermos ou não líderes, termos ou não as características marcantes de grandes líderes e, ainda assim, nos perguntamos: Porque seguimos modelos mentais que nos aprisionam no passado?

O fato é que, se nascemos ou não com tais características, o mundo vai nos cobrar esse comportamento e, ou exercemos liderança, ou alguém a exercerá liderança sobre nós durante toda a vida, tanto nas questões profissionais, tanto quanto nas questões pessoais. Liderar, na prática, no meu ponto é vista, é uma questão cíclica. Hora lideramos, hora somos liderados. É também questão circunstancial, portanto. O importante é sabermos a hora de agir, bem como a hora de deixarmos que ajam sobre nós. Quando bebês, especialmente nos dias de hoje, exercemos um poder de liderança muito grande sobres àqueles que nos criam. Não estou aqui para discutir modelos de educação, mas, é evidente que os bebês e as crianças, têm um poder incrível para conquistarem o que desejam e nem são aptas, ainda, para conhecerem o poder que tem sobre nossas vidas. Não há experiência sobre as dificuldades que a vida irá lhes impor, quando na vida adulta. Com o tempo e, evidentemente, com as mudanças da vida e os desafios que ela nos propõe vamos enrijecendo nossa capacidade de liderar, de sermos o que somos. Fjallraven Kanken Big UK Começamos a receber os “nãos” da vida e, portanto, tendemos a deixar que medos nos paralise. Goedkoop Adidas NEO A partir daí nossa capacidade nata de liderar começa a se desequilibrar. New Balance Pas Cher Tendemos a evitar a exposição pelo medo de algo sair errado, pelo medo de não conseguirmos chegar até o fim e assim por diante. Colaborando para isso, temos, comumente, uma criação do “não pode”. Não faça isso, não faça aquilo, isso não vai dar certo, você vai começar e vai parar e por aí vai. Doses e mais doses de informações negativas que vão minando dia após dia nossa naturalidade e formando nosso modelo de liderança futura. Asics authentique Já adolescentes, fora do ambiente do “não pode”, onde supostamente estávamos protegidos, começamos a fazer, travessamente, testes sobre à nossa criação e percebemos que muitas das coisas que queremos ser ou fazer, realmente podem não dar certo, supostamente confirmando tudo aquilo que nos foi passado durante anos. Começamos então a acreditar que não somos mesmo tão bons assim, tão fortes assim, tão belos assim, tão inteligentes assim, tão outras tantas coisas assim, como gostaríamos e, nossa capacidade de acreditar e seguir em frente começa a desmoronar. Pronto, isso é o suficiente para passarmos a acreditar que nosso destino está definido. Seremos o que der para ser diante de tudo o que podemos fazer. Começamos a, como diria o Zeca Pagodinho, deixar a vida nos levar. Quero lhe perguntar. Esse texto faz sentido para você? Há questões mal-entendidas ou resolvidas quanto a isso em sua vida? Faça uma reflexão e deixe o seu comentário. Nike Air Max Pas Cher Vamos fazer desse tema um debate de ideias. Quem sabe, nos ajudamos a melhorar a forma de nos enxergarmos diante do mundo.



Deixe uma resposta