5 principais desafios para uma começar a construir uma carreira de sucesso

Há 15 anos trabalho com jovens nas cadeiras de universidades e também nos diversos clientes das consultorias que presto no mercado e, assim resolvi escrever um pouco sobre os 5 principais desafios para construir uma carreira de sucesso.

Frequentemente esses jovens são pegos pelo mercado de trabalho de forma agressiva que os coloca à prova provocando em suas mentes muitos questionamentos de difícil resposta.

Nesses momentos, não raro, as dúvidas não têm respostas prontas e, na mesma proporção, tornam-se problemas crônicos que podem se manter vivos por toda uma carreira.

O acesso irrestrito que essa geração tem à informação é algo fantástico para sua formação, porém, vemos cada vez mais frequentemente que, esse acesso é mau usado pelos jovens para a construção de carreiras sólidas. Inconscientes, entendem que, basta “GLOOGLAR” que terão a resposta para tudo e, sabemos que não é bem assim.

Então, entendo que, há dezenas de comportamentos que a informação nos traz, porém nos condiciona, muitas vezes, a acreditar que tudo está na internet. Todas as respostas para as dificuldades cotidianas e, invariavelmente, nos frustramos quando percebemos que não, não está tudo na internet.

Sendo assim, listo alguns pontos que percebo serem desafios para todos, especialmente os mais jovens e inexperientes, e que, por isso, vale a pena refletir um pouco a respeito.

1º Desafio – As pessoas não são, nem pensam como você.

A internet pode nos tornar mecânicos. Se está no google, então isso é o certo. Não, isso não é uma verdade absoluta. Haverá pessoas que veem as mesmas coisas de formas diferentes mesmo que suas informações sejam de fontes seguras, e, mesmo assim, vão confrontar suas ideias e pensamentos. Saber identificar possibilidades de estar errado ou de testar hipóteses distintas das suas, é fundamental para que suas ideias, somadas às de outras pessoas, possam mudar, e muito, os resultados de seu trabalho. É questão de humildade e, por vezes inteligência.

2º. Desafio – Errar não te faz inferior.

Ouvimos com frequência que informação é poder. E é! Contudo, é fundamental que saibamos avaliar qual é a qualidade da informação que estamos absorvendo. Se a informação que dominamos não for a mais adequada para o momento, provavelmente, estaremos errados no julgamento ou na decisão que temos a tomar. A probabilidade de errarmos é razoável. Então saiba que irá errar, porém isso não o torna menor, menos bom no que faz. Apenas é fundamental entender o porquê do erro para ajustar as próximas decisões evitando erros recorrentes.

3º. Desafio – Seja resiliente.

“Você, eu, ninguém vai bater tão forte como a vida, mas não se trata de bater forte. Se trata de quanto você aguenta apanhar e seguir em frente, o quanto você é capaz de aguentar e continuar tentando. É assim que se consegue vencer”. No último filme da franquia, Rocky Balboa deixa essa mensagem ao filho sobre a vida. Essa é uma bela tradução para resiliência. “Apanhar” da vida faz parte do viver, como nos levantamos para continuar é o que faz diferença.

4º. Desafio – Tenha confiança inabalável.

Se tem uma coisa que essa geração de jovens tem, ou deveria ter, é atitude.

Ainda assim, muito frequentemente os percebo frágeis nas convicções de futuro. Não há um plano, uma direção e, muitas vezes não há perspectiva de futuro.

Não acredito que seja falta de oportunidade. Creio que falta entendimento da responsabilidade com o seu futuro.

Quando vejo ou ouço algo sobre a tal geração NEM NEM, fico estarrecido. Não posso acreditar que não haja nada a fazer a esse respeito. Não posso acreditar que pessoas bem informadas possam se colocar em situações como essa. Nem estudam, nem trabalham. Simplesmente é inconcebível. O mundo vai cobrar caro sobre essa prostração. Aja agora. Faça algo hoje.

Confie que tudo aquilo que absorveu de informação até o momento pode fazer a diferença em algum lugar ou para alguém.

5º. Desafio – Desenvolva a automotivação.

Quando falta um plano, falta motivação. Se não sei que profissional ou profissão desejo ter no futuro, provavelmente não terei motivação para me tornar tal coisa.

Se já tenho uma profissão, mas ainda não me realizo com ela, falta foco, fé ou ambos.

Então, acreditar em algo é fundamental para que aja motivação suficiente para construir um futuro mais adequado àquilo que sempre almejamos.

Então, é hora de parar para pensar ou repensar. A vida passa muito depressa e, mudar o rumo das coisas é fundamental quando não estamos indo para onde queremos e, garanto, você sabe quando não está indo para o caminho que deseja.

Um abraço.

Alex Ferreira



Deixe uma resposta